23 ABR

Image-empty-state.png

Quarteto do Rio & Orquestra Filarmonia das Beiras

O Quarteto do Rio e Orquestra Filarmonia das Beiras estarão novamente juntos em palco, numa parceria entre Brasil e Portugal, fazendo um passeio musical sobre obras de consagrados compositores brasileiros.
Com arranjos inéditos, feitos por Neil Teixeira e Eloi Vicente especialmente para o evento e sob a batuta do Maestro António Vassalo Lourenço, a música popular brasileira será homenageada com uma seleção especialíssima de repertório, com destaque especial para obras que se tornaram clássicos ligados ao movimento chamado de Bossa Nova.
Entre as músicas apresentadas no concerto podemos destacar: Garota de Ipanema (Tom Jobim e Vinícius de Moraes); Samba de Verão (Marcos e Paulo Sérgio Valle); Chega de Saudade (Tom Jobim e Vinícius de Moraes);Chovendo na Roseira (Tom Jobim); A Minha Namorada (Carlos Lyra e Vinícius de Moraes); Homenagem ao Malandro (Chico Buarque de Holanda);Corcovado (Tom Jobim);Vera Cruz (Milton Nascimento e Márcio Borges); Rosa Morena (Dorival Caymmi).
Os vocais elaborados do Quarteto do Rio com os seus instrumentos (piano, baixo, bateria e violão) associados ao virtuosismo das cordas e madeiras da Orquestra Filarmonia da Beiras, formam um belo conjunto musical a ser apreciado pelos amantes da boa música.

Data

23 de abril de 2022, 20:30:00

Local

Teatro José Lúcio da Silva, Leiria

Entrada

10€
50% desconto para Sócios do Orfeão de Leiria

Programa

Quarteto do Rio: Eloi Vicente, Neil Teixeira, Hernane Castro e Leandro Freixo
Orquestra Filarmonia das Beiras
António Vassalo Lourenço, direção

Samba de verão (Marcos Valle-Paulo Sérgio Valle)
Rosa Morena (Dorival Caymmi)
Samba do Carioca (Carlos Lyra-Vinícius de Moraes)
Minha Namorada (Carlos Lyra-Vinícius de Moraes) 
Samba do avião (Tom Jobim)
Corcovado (Tom Jobim)
Barquinho (Roberto Menescal-Ronaldo Bôscoli)
Linha de Passe (João Bosco-Aldir Blanc-Paulo Emílio)
A morte de um deus de sal (Roberto Menescal-Ronaldo Bôscoli)
Chovendo na Roseira (Tom Jobim)  
A volta (Roberto Menescal-Ronaldo Bôscoli)
Cálice (Chico Buarque-Gilberto Gil)
Vera Cruz (Milton Nascimento-Marcio Borges)
Homenagem ao Malandro (Chico Buarque)
O morro não tem vez (Tom Jobim-Vinícius de Moraes)
Só danço samba (Tom Jobim-Vinícius de Moraes)
Garota de Ipanema (Tom Jobim-Vinícius de Moraes)  

Biografia

O Quarteto do Rio é um grupo vocal e instrumental criado em 2016 pelos ex-integrantes do tradicional grupo Os Cariocas.
Eloi Vicente durante 22 anos, Neil Teixeira durante 21 anos e Fabio Luna durante 6 anos integraram o grupo que fez história no Brasil, com o seu jeito marcante de harmonizar e interpretar.
Idealizado por Ismael Netto, Os Cariocas iniciou sua carreira na Rádio Nacional em 1946 e teve grande sucesso nos programas de auditório na era dourada do rádio. O grupo interpretava todo tipo de música com seus caprichados arranjos a quatro vozes, de baiões a toadas, de música americana ao nosso samba. Com o advento da Bossa Nova na década de 60, passou a ter uma fonte riquíssima de músicas, baseadas em belas harmonias e muito balanço, que combinaram com o seu jeito de interpretar, formando um casamento perfeito. Este grupo, com formações distintas, se manteve em atividade até 2015 sob a direção musical de Severino Filho. Lançou em sua carreira cerca de 70 discos. Os dois últimos trabalhos ainda com o nome original foram destaques no Prêmio da Música Brasileira. O cd “Nossa Alma Canta" foi vencedor do Prêmio na categoria melhor grupo de MPB, com a participação de Elói e Neil como integrantes e arranjadores. O cd “Estamos aí", foi finalista deste mesmo prêmio, já com Fábio Luna integrado à sua formação. Com a morte de Severino em março de 2016, os três integrantes remanescentes de Os Cariocas decidiram dar continuidade ao trabalho, já que Eloi e Neil, nos últimos anos, vinham fazendo arranjos para o quarteto. Ao serem informados pela família do maestro que a denominação Os Cariocas não poderia mais ser usada, entendendo que o nome é menos importante que a música, resolveram seguir em frente com o novo nome: Quarteto do Rio. Para integrar o grupo convidaram o pianista/vocalista Leandro Freixo, que passou a compor o Quarteto do Rio fazendo a 1ª voz e tocando piano, juntamente com Fabio Luna, 2ª voz, bateria e flauta, Neil Teixeira, 3ª voz e baixo e Eloi Vicente, 4ª voz e violão.
Com esta formação o Quarteto do Rio lançou o cd “Mr. Bossa Nova” em parceria com um dos “inventores” da Bossa Nova, Roberto Menescal, e foi finalista do Prêmio da Música Brasileira em 2018, além de vários vídeos com a participação de convidados especialíssimos como, por exemplo, o próprio Menescal, Yamandu Costa, João Bosco, Fabio Brazza e Marcos Valle.
Os cariocas do Quarteto do Rio seguem mantendo vivo um modo de tratar a maravilhosa música popular brasileira, nos palcos e em gravações, com a qualidade e o esmero sempre exigidos pelo seu público por todos esses anos.