27 MAI

Image-empty-state.png

Concertos Didáticos

Camerata do Orfeão de Leiria

"O Piratinha Brincalhão"
Estávamos no mês de fevereiro do ano de 2014. A agitação marítima era muito forte. As chuvas caíam em abundância por toda a Europa. Em Portugal provocou muitas inundações. Também o rio Lis não conseguiu suportar a abundância das águas, derramando-as sobre os campos do Lis junto a Monte Real, surpreendendo as termas, o grupo desportivo e suas imediações. Esta história estabelece a ponte entre o real e o imaginário, ao misturar dados verídicos com personagens fictícias: Assim, Capitão Brincalhão, Piratinha Brincalhão, Cãopitão, Kika e Gui transportam-nos para um espaço histórico e geograficamente real, em épocas diferentes, de uma forma lúdica e formativa.
Trindade Pereira

Data

27 de maio de 2022, 09:00:00

Local

Alvaiázere, Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos

Entrada

Entrada Gratuita, sujeita à lotação da sala

Programa

"O Piratinha Brincalhão" de Trindade Pereira
Camerata do Orfeão de Leiria
Direção, Mário Teixeira

Biografia

Mário Teixeira natural de Vilar Torpim, iniciou os seus estudos musicais na Banda Amizade. Mais tarde entra no Conservatório Calouste Gulbenkian de Aveiro.
Em 2002 ingressa na Academia Nacional Superior de Orquestra na classe do professor Jarrett Butler, terminando em 2005 o curso de bacharelato. Concluiu a licenciatura em trombone na Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco na Classe do Professor Alexandre Vilela. Realizou o Curso de Profissionalização em serviço na Universidade Aberta. Foi membro da Orquestra Sinfónica Juvenil, da Orquestra de Jazz de Leiria, do Bells Brass Ensemble. Já colaborou com várias orquestras destacando-se a Orquestra Académica Metropolitana, Orquestra Metropolitana de Lisboa, Orquestra do Algarve, Orquestra Sinfónica Portuguesa, Orquestra Clássica da Madeira. Entre 2005 a 2010 desempenhou funções de Diretor Pedagógico da Escola de Música do Orfeão de Leiria, assistente do Diretor Artístico Jean-Sebastaen Bereau na Orquestra Sinfónica de Leiria e Diretor Executivo do Estágio Internacional de Orquestra da Região de Leiria/Fátima. De 2009 a 2013 foi Maestro do Ensemble de Metais do Orfeão de Leiria. De 2018 a 2020 dirigiu a Filarmónica Artística Pombalense, lecionou a disciplina de trombone na Escola de Música do Orfeão de Leiria, Escola de Artes SAMP e Conservatório de Música Jaime Chavinha em Minde.
É membro fundador do trio Liz Consort, do Quinteto de Metais de Leiria e do Quarteto de Trombones de Leiria. Dirige desde 2015 a Orquestra de Sopros do Orfeão de Leiria e desempenha a função de Diretor Pedagógico da Escola de Música do Orfeão de Leiria até presente data.