2 ABR

Image-empty-state.png

Orquestra de Jazz da Universidade de Aveiro & João Mortágua

A Orquestra de Jazz da Universidade de Aveiro (UA), constituída por alunos da licenciatura e mestrado em música, apresenta neste concerto um repertório baseado em jazz standards, bem como alguns temas contemporâneos de jazz e música popular. A sua formação inclui instrumentos pouco comuns dentro do universo jazzístico, tais como a flauta, o oboé, a trompa, o violino e violoncelo, o que resulta numa sonoridade muito distinta daquela que, habitualmente, se associa às Orquestras de Jazz. A direção musical estará a cargo do professor João Martins e este concerto contará com a presença do reputado saxofonista João Mortágua, como músico solista convidado.

Data

2 de abril de 2022, 20:30:00

Local

Teatro José Lúcio da Silva, Leiria

Entrada

5€
50% desconto para Sócios do Orfeão de Leiria

Programa

Don't Be Sad (Brad Mehldau)
There Will Never Be Another You (Harry Warner & Mack Gordon)
Sandu (Clifford Brown)
You are the blood (The Castanets)
Sixes And Sevens (Andy Sheppard)
Night And Day (Cole Porter)
Nature Boy (Eden Ahbez)
3rd Gate (João Mortágua)

Biografia

A Orquestra de Jazz da Universidade de Aveiro (UA), constituída por alunos da licenciatura e mestrado em música, apresenta neste concerto um repertório baseado em jazz standards, bem como alguns temas contemporâneos de jazz e música popular. A sua formação inclui instrumentos pouco comuns dentro do universo jazzístico, tais como a flauta, o oboé, a trompa, o violino e violoncelo, o que resulta numa sonoridade muito distinta daquela que, habitualmente, se associa às Orquestras de Jazz.
A direção musical estará a cargo do professor João Martins e este concerto contará com a presença do reputado saxofonista João Mortágua, como músico solista convidado.

João Mortágua, nascido em 1987, João Mortágua é um saxofonista, compositor e improvisador residente em Coimbra. Estudou no Conservatório de Música de Aveiro e frequentou workshops de jazz em Siena, Begues e Guimarães. Licenciado pela ESMAE (Porto) em 2009, atualmente leciona no Curso de Jazz do Conservatório de Música de Coimbra.
Gravou cinco álbuns em nome próprio: Janela (2014), Mirrors, AXES (2017), Dentro da Janela (2019) e MAZAM : Land (2020), todos com Carimbo Porta-Jazz. Toca regularmente com Nuno Ferreira, André Fernandes, Carlos Bica, André Santos, Filipe Teixeira, Hugo Raro, Nelson Cascais, Paulo Santo, Bruno Pernadas, Jeffery Davis, Alexandre Coelho, Miguel Calhaz, Gonçalo Moreira e Bernardo Moreira, entre outros. Co-lidera os duos Kintsugi (com Luís Figueiredo, cujo disco foi recentemente lançado) e STAU (com Diogo Alexandre), o trio Quang Ny Lys (com Mané Fernandes e Rita Maria) e o Ensemble Mondego (com Ricardo Formoso). Já em 2022 estreia o álbum do seu Math Trio (com Diogo Dinis e Pedro Vasconcelos) e do seu projecto a solo HOLI.
Em 2017 foi considerado Músico do Ano nos prémios RTP/Festa do Jazz. O álbum Dentro da Janela foi eleito Disco do Ano pela jazz.pt e pela JazzLogical, arrecadando ainda o galardão de Melhor Álbum Jazz nos Prémios Play da Música Portuguesa.
Nos últimos anos tem mantido uma intensa atividade de gravações e concertos, maioritariamente em Portugal e Espanha; ainda em 2019, atuou nos festivais de jazz de Münster, Südtirol, Belgrado e Angra do Heroísmo com o seu sexteto AXES, que editará em breve o seu segundo álbum, Hexagon.