Recital de piano. Eroica.

Data

19 de abril de 2021, 18:19:00

Local

Teatro José Lúcio da Silva, Leiria

Entrada

Entrada gratuita, sujeita à lotação da sala

Programa

| L V. BEETHOVEN
VARIAÇÕES E FUGA EM MI BEMOL MAIOR,
OP. 35, "VARIAÇÕES EROICA"

| F. LISZT
ST. FRANÇOIS DE PAULE MARCHANT
SUR LES FLOTS

| A. SANTOS
SONATA EM MI BEMOL MAIOR
I. Allegro con brio
II. Lento e con dolore
III. Scherzo: Allegro
IV. Allegro vivace

| I. ALBÉNIZ
SUITE ESPAÑOLA OP. 47 (SELECÇÃO)
I. Granada
III. Sevilla
VII. Castilla

Recital de piano. Eroica.

Marta Menezes

Eroica. Que revela heroísmo. Que revela grande coragem. Que enfrenta o perigo com valentia. Que revela grandeza de espírito, força de carácter.
Este foi o ponto de partida para o programa que escolhi para este recital. Uma escolha que celebra a coragem e força necessárias para lidar com situações inesperadas. Mas também uma escolha que denota esperança, e que celebra o encontro com as nossas raízes mais próximas, neste caso, através da música ibérica.
O recital abre com as magníficas Variações e Fuga op. 35 de Beethoven, sobre um tema que o compositor usou posteriormente no último andamento da sua imponente Sinfonia no 3, Eroica. Segue-se a concepção de Liszt acerca da lenda de S. Francisco de Paula a caminhar sobre as ondas, uma obra que emana misticismo e um sentido de grandiosidade e sublimação. O programa prossegue com a Sonata para piano do compositor português Artur Santos. A obra foi premiada no “Concurso Beethoven”, de composição, no Conservatório Nacional de Lisboa, e é uma das poucas que escreveu para piano, mas que revela um traço e um carácter bem português. O recital termina com uma selecção de obras da Suite Española de Albéniz, que nos presenteia com a riqueza dos estilos musicais de diferentes regiões de Espanha e que nos aproxima desse lado mais terreno e autêntico da vida, trazendo um final "fresco" e revigorante a este recital.

Biografia

Vencedora do 1º Prémio no Concurso Beethoven no Royal College of Music, em Londres, e no Concurso Internacional de Piano de Nice Côte D'Azur, Marta Menezes conta ainda com outros prémios em concursos internacionais em Portugal, Espanha e França.
Recebeu em 2014 a "Medalha de Prata de Valor e Distinção" pelo seu percurso enquanto pianista, atribuída pelo Instituto Politécnico de Lisboa.
Marta apresenta-se regularmente em concertos a solo, de música de câmara e com orquestra, tendo actuado em diversos países na Europa, nos Estados Unidos, em Cabo Verde e na China. Das temporadas recentes, destacam-se os recitais no National Centre for the Performing Arts (Pequim), Chopin Society of Connecticut (Estados Unidos), St. Martin-in-the- Fields (Londres), no Festival Internacional IKFEM (Espanha) e no Festival Internacional de Música de Gaia.
Como solista, apresentou-se com a Orquestra Metropolitana de Lisboa, Orchestre Régional de Cannes (concurso de Piano de Nice), Orquestra IKFEM, Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras, Orquestra Sinfónica da Escola Superior de Música de Lisboa, Camerata MusArt, entre outras.
Marta tem um papel activo na divulgação da música portuguesa. Fez a encomenda e estreia de várias obras de compositores contemporâneos e desenvolveu vários projectos dedicados a este repertório. Na presente temporada, prepara a apresentação dos 5 Concertos para Piano de Beethoven, com a estreia absoluta de 5 encores aos Concertos, encomendados a compositores da sua geração, no contexto dos 250 anos do nascimento de Beethoven.
Em 2015 editou o seu primeiro CD com obras de Beethoven e Lopes-Graça, com o apoio da Fundação GDA, que recebeu o prémio Global Music Award (EUA): Silver Medal – Outstanding Achievement nas categorias Classical Piano e Emerging Artist.
Marta fez os seus estudos na Escola Superior de Música de Lisboa, onde foi aluna de Miguel Henriques, tendo também trabalhado com Jorge Moyano. Terminou o seu Mestrado com classificação máxima. Em Londres, fez um segundo mestrado no Royal College of Music, com Dmitri Alexeev, que terminou com distinção. Marta é doutorada pela Universidade de Indiana, nos Estados Unidos, onde foi aluna de Arnaldo Cohen, tendo como tema do seu trabalho final as “Obras para Piano e Orquestra de Compositores Portugueses.

19 ABR